quinta-feira, 1 de outubro de 2009

O KATA NA AULA

O Kata na aula

Os kata são seqüências predeterminadas de movimentos que foram criadas com o fim de se preservar certas técnicas sem o concurso da palavra escrita.
São a alma do karate-do, por permitir ao seu praticante o contato com técnicas ancestrais e dar a ele uma visão da tradição que existe na arte.
Os iniciantes da arte aprendem desde cedo que o kata é uma luta imaginária contra 2 ou mais adversários, mas não imaginam que a coluna dorsal da arte está fundamentada neles.
Muitos professores podem não ter sido informados, mas na mais pura tradição do karate, as aulas eram todas fundamentadas na repetição dos movimentos dos kata sozinho ou com adversário (bunkai) e, junto com os exercícios físicos, isto era o treino do karate.
Chato? Não sei, mas foi esta a escola dos grandes mestres que venciam as lutas a que eram expostos tanto em combates reais como nas lutas da vida, e, tal era a mentalidade que a maioria dos karatecas sabia, no máximo, 3 katas, pois se entendia que saber e fazer eram uma coisa só...
Certamente que nenhum destes Grandes Mestres iniciara os seus treinamentos porque o pai quis, porque era moda ou porque queriam bater em alguém, todos foram selecionados e sua vontade foi colocada à prova duramente para que provassem que realmente queriam trilhar o caminho das mãos vazias.
Quem já treinou exaustivamente uma técnica sabe que o desafio é mais espiritual que físico: quando o corpo cansa ele simplesmente relaxa e os movimentos não saem com a mesma força e velocidade, mas ele obedece a ordem e é na determinação em continuar fazendo que reside o maior desafio.
Os movimentos executados dão força e resistência ao corpo, mas só quando se enfrenta o desânimo é que se fortalece a mente, se cria a disciplina e se pode conseguir algum benefício real da prática.

Nenhum comentário:

SEJAM BEM VINDOS!

"A todos que passarem por essa página, desejo que Deus os abençoem e que traga a todos um raio de esperança e fé.